mais relatos sobre o que a vida tem sido

Meu blog se transformou num punhado de relatos. Mas é que tem sido tudo tão intenso… Que sinto urgência em escrever sobre. Por precisar descarregar um pouco de tanta carga emocional, por ter medo de esquecer, pra reler depois e sentir saudades…

Minha pré-banca correu conforme o esperado: muitas correções a fazer até a banca; porém, embora muitas, são correções estéticas, pontuais, nada de muito estrutural. Recebemos elogios ao trabalho num geral (modéstia a parte, o trabalho é mesmo lindo e sou apaixonada por ele).

Amanhã, começo do fim: primeiro dia do último estágio. Porém, é meu estágio optativo, que farei num lugar que escolhi, com uma equipe ótima, professor que adoro e área que amo (medicina familiar e comunitária!).

Tive um final de semana de descanso, finalmente! Foi ótimo. Dormir bastante, tomar cafés, vinhos e cervejas, cantar, passear, aproveitar a companhia linda do namorado. Todos esses, o último em especial, tem uma capacidade surpreendente de me encher de paz e tranquilidade.

Cheguei em casa hoje, após o último dia de estágio de clínica médica e comi umas 5 ou 6 fatias de pão enquanto assistia “The Big Bang Theory”.

O valor desses momentos de ócio é gigantescamente maior quando você é privado deles por muito tempo…

Quando penso no que está para me acontecer nos próximos dias, sou tomada de uma gigantesca empolgação. Muitas coisas especiais, empolgantes e importantes estão pra acontecer. Na minha vida profissional e pessoal. Tudo é muito lindo. É tanta felicidade junta que chega a encher meus olhos de lágrimas.

Eu esperei muito por esses momentos.

Depois, vi que estava errado ficar só esperando esses momentos e vivi muito tudo o que passei até chegar aqui.

Tem sido tudo tão fantástico.

Sou tão grata.

Que vida linda, meu Deus.

Obrigada, obrigada, obrigada!

sensível

Tenho andado muito sensível, estas últimas semanas. Tenho diversas razões para isso, na verdade…

Amanhã entrego meu TCC para a pré-banca. Sexta o apresento para a mesma.

Em um mês o apresento de verdade.

Em dois meses, me formo.

Minha vida vai virar de pernas pro ar: não sei onde vou morar, o que vou estar fazendo, onde vou trabalhar, que novos projetos terei. É, ao mesmo tempo, empolgante e assustador.

Minha cabeça está num turbilhão. Está chegando o momento tão esperado de realizar meu sonho. E estou mais apaixonada do que nunca e mais emocionalmente envolvida do que nunca na minha profissão. Sei muito bem o tipo de médica que quero ser e tenho me empenhado pra isso. Mas as coisas não tem sido fáceis…

Eu sei que a reta final não é fácil nunca. Se não foi fácil até aqui, eu não esperava que fosse ficar.

Mas são tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo! Tanto exterior quanto interiormente…